HISTÓRIA | DE UMA LOJA DE VELHARIAS


Ele é co-proprietário da loja Alquiãn. Um local com objectos dos anos cinquenta e sessenta, que todos podemos enquadrar nas nossas casas de hoje em dia (os portes são gratuitos para Portugal). E ele chama-se David Moya, é sevilhano e abriu as portas do seu apartamento em Barcelona.

HISTÓRIA | NO CAMPO DAS CEBOLAS



Hoje, não saímos do centro da cidade que inspira o Meu Rebuliço, Lisboa. No coração da cidade, onde se localiza a famosa casa dos bicos, local obrigatório para todos os turistas, é aqui que nós encontramos um apartamento de sonho, para quem gosta de sentir o palpitar da cidade.

HISTÓRIA | UM REBULIÇO DE PERSONALIDADE


Nunca tinha chamado a uma publicação rebuliço. Mas é o que descreve melhor esta casa, um rebuliço na decoração que mostra toda a personalidade dos moradores, onde mobiliário Ikea é misturado com objectos reciclados e peças de luxo, repletas de brilho. É um autêntico rebuliço, impossível de copiar.

HISTÓRIA | DE BARCELONA PARA SÃO PAULO

Sofia, viveu dez anos em Barcelona. Como todos os que vivem foram do seu país, aprendeu a decoração a sua casa com peças criativas, baratas, leves e fáceis de transportar. Porque nunca sabia o tempo que iria ficar em determinado lugar.

Voltou para São Paulo, sua terra natal. Alugou uma casa e método de decoração, usado em Barcelona, continuou a sua saga. Hoje, vive com o seu marido e a sua filhota Ella e, pela primeira vez, vão-se mudar para uma casa comprada. Talvez, o método decoração mude mas, para já, ela deixa-nos com as imagens da casa onde diz ter sido muito feliz.

HISTÓRIA | NÓRDICA, PARA O VERÃO

O verão chega amanhã e, mesmo nos países do norte da europa, esta estação é esperada com muita ansiedade. A luz natural é um aspecto muito importante nas casas dos nórdicos.


Esta, é uma cabana localizada na Dinamarca, numa povoação costeira junto à baia de Sejerø. Esta zona é tradicionalmente usada para o descanso, para as férias e para os fins de semana rodeados de natureza.

HISTÓRIA | AO ESTILO MASCULINO

Porque eles também gostam destas coisas da decoração. Normalmente, as casas, são dominadas pelo gosto da mulher da família, porque a nossa sociedade ainda tem preconceito com homens que gostem deste tema. Mas está a mudar.


Hoje, trago-vos um apartamento um tanto ou quanto diferente, do que costumamos ver por aqui. É escuro, mas tem luz. É pesado, mas é simples. É em tons neutros, mas tem cor.

ANTES & DEPOIS | O BRANCO FEZ A DIFERENÇA

Sem dúvida, que a palavra mais usada neste blogue é “branco”. Mas é ele que faz toda a diferença. Não é pelas paredes da nossa casa terem a cor mais na moda possível, que vão ser as mais bonitas. Ou as mais elegantes.

Aqui, está um óptimo exemplo disso. Uma cozinha escura como se fazia, tipicamente, nos anos noventa. Madeiras da cor natural, pavimentos desenquadrados e paredes amarelas. Ok… o amarelo é a cor da fome. Mas não exageremos.


HISTÓRIA | SERÁ GRÉCIA?!


Encontrei estas imagens num site de uma fotógrafa, Anastasia Adamak, mas sem qualquer descrição. Não sei onde fica, não sei de quem é mas, mesmo assim, vale a pena partilhar com vocês porque é um sonho.
Parece-me na Grécia, pelas paisagens, pelo detalhe de uma caneca numa das fotografias e pela fotógrafa ser grega. Cada um leve estas imagens para o país que quiser, porque o que importa é a beleza da casa e a sua envolvência.

HISTÓRIA | COM MUITO SABOR


Uma moradia em plena agitação da cidade de Barcelona, foi remodelada para ser um centro de formação de cozinha, ser possível fazer deliciosos jantares privados e ser um lar. A dona desta encantadora moradia é a proprietária da empresa Matildas & Cook e tem ideias muito bem definidas.

HISTÓRIA | FÓRMULA BOÉMIA

Deriva do francês, bohème, um habitante de Boêmia e do latim, Bohemus, o país do boii (povo celta da Europa central). Mas, com o passar dos anos, a palavra evolui, começou por designar membros de tribos nómadas, alguém que levava uma vida desregrada, até acompanhar um movimento literário e artístico. Hoje, é um estilo de vida que o podemos ver reflectido na decoração.


HISTÓRIA | PARA SER VIVIDA


Foi em 1908 que o elegante edifício, que alberga este apartamento, foi construído. Numa rua repleta de verdejantes árvores e jardins, onde os terraços têm os lugares todos ocupados e onde se sente o convívio entre a vizinhança. Estamos na Suécia.

HISTÓRIA | MYSTIQUE


Com trinta e cinco suites e moradias esculpidas na falésia e vistas deslumbrantes sobre o mar Egeu, estamos na Grécia. Em Oia, a cerca de vinte quilómetros de Santorini.

HISTÓRIA | INDUSTRIAL EM AMESTERDÃO

Marius Haverkamp, empresário na área de design de interiores e líder da empresa Flow. Em 2007, encontrou um antigo armazém, entregue ao abandono, no boémio bairro de Jordaan, em Amesterdão. Ele e a sua esposa, Emily, não hesitaram. Foi amor à primeira vista e ficaram com o armazém, para fazer dele o lar da família.


HISTÓRIA | CARAVANA DOS ANOS 60 NO JARDIM

J. Wes é o proprietário deste espaço que é, nada mais, nada menos, que uma caravana no seu próprio quintal. Um acampamento limpinho e com todas as comodidades.


HISTÓRIA | HIDRÁULICO NA SUÉCIA

O Meu Rebuliço inspira-se, principalmente, na decoração ao estilo nórdico. Onde a maioria das casas são para ser vividas, repletas de simplicidade e irradiando luz natural reflectida no cintilante branco das paredes.

Por isso, fomos até à Suécia à procura de mais uma casa que nos encha a alma de conforto. Não encontrei muitas informações, apenas que tem cinquenta e sete metros quadrados e que se localiza algures na Suécia. Com todos os centímetros muito bem aproveitados e bastante funcional, é um T1 ideal para um casal jovem, que queira viver a sua casa.


 
COPYRIGHT © 2010-2017 MEU REBULIÇO BY CAROLINA SALEIRO