VIAGEM | TAILÂNDIA, PELO MERCADO FLUTUANTE


Estes mercados eram muito tradicionais na Tailândia. Principalmente, nos arredores de Banguecoque. A maioria, tornou-se numa atracção turista, mas não deixaram de transmitir a sua essência. 

Este chama-se Damnoen Saduak e é o mais antigo do país. Fica a cerca de cem quilómetros da capital, a viagem deve ter durante uma hora e meia. Mais coisa, menos coisa. Compramos esta excursão mesmo à porta do nosso hotel, numa agência bem pequenina mas que eram bastante simpáticos. Pagamos, os dois, 600 bath que são cerca de 15€.

Em todo o país há centenas de agências e barraquinhas que vendem todo o tipo de excursões e viagens. E, penso, que seja a maneira mais barata de desfrutar da Tailândia.

Fomos até ao mercado, naquelas carrinhas típicas dos transfers dos aeroportos. Ar condicionado e conforto, que também merecíamos de vez em quando. Lá, tivemos direito a uma viagem num barco a motor pelos canais ali perto. Nas zonas residenciais. Depois apanhamos o barquinho a remos, que tivemos de pagar à parte. Não me lembro bem, mas foi bastante barato.

Há de tudo para vender nestes mercados: comida, malas falsificadas, artesanato, quadros… tudo.
É um local muito giro de se ver e também para desanuviar a loucura de Banguecoque.














Depois de Banguecoque, fomos até ao norte do país. Onde a loucura foi substituída por artistas e artesãos. 

| continua |
 
COPYRIGHT © 2010-2017 MEU REBULIÇO BY CAROLINA SALEIRO